janko-ferlic--pGlq8NKUto-unsplash.jpg

Já em 2018, a Organização Mundial de Saúde (OMS) lançou uma publicação com recomendações de intervenções não clínicas para reduzir cesarianas desnecessárias.

A OMS reconhece que “Cesarianas podem efectivamente evitar o óbito da mãe e bebé no caso de complicações clínicas, no entanto a taxa de crescimento de cesarianas mundialmente não vem acompanhada de benefícios para mães e bebés.” A OMS acrescenta que “há evidências que a partir de um certo valor em que a taxa de cesariana aumenta pode até haver um aumento da taxa de morbilidade materna e perinatal” . De acordo com as notas da OMS “Um parto por cesariana está associado a riscos no curto e longo prazo, que podem estender-se por muitos anos além do parto e afectar a saúde da mulher, do bebé e futuras gravidezes”.

As recomendações da OMS resultam de evidências compiladas após a revisão de 29 estudos científicos, e quando aplicadas deveriam reduzir a taxa de cesarianas, sempre que não existam condições médicas específicas. Estas recomendações são dividadas e dirigidas a: 1. Mulheres, 2. Profissionais de Saúde e 3. Sistemas de Saúde

Sabia que a OMS recomenda que grávidas frequentem cursos de preparação para o Nascimento? Sabia que a OMS recomenda que grávidas participem em workshops que ensinem técnicas de relaxamento para o parto? Sabia que a OMS aconselha as grávidas a fazerem parte de programas de psico-educação que abordem temas como o medo e a dor, a ligação entre medo e a ansiedade, o processo de nascimento, entre outros tópicos?

O programa de HipnoNascimento – Método de Mongan foi desenhado para suportar e oferecer toda a informação acerca do processo do parto, à futura mamã. Como é sugerido pela OMS, futuras mamãs bem preparadas podem beneficiar com as ferramentas e técnicas durante o parto, além de que estarem bem informadas acerca das intervenções revela-se útil durante o processo.

 

Na SuaveBirth dou suporte personalizado no decorrer do programa, apresentando um conjunto de informações e técnicas que abordam relaxamento, respiração, libertar os medos, entre outros, ao longo de 5 sessões de 2.5 horas cada. São no total 12.5 horas completamente dedicadas à mamã, bebé e acompanhante de parto.

 

Pode ler a recomendação completa da OMS aqui: https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/275377/9789241550338-eng.pdf?ua=1

Preparação para o Parto e as Recomendações da OMS